sexta-feira, 4 de outubro de 2013

VELHO MACHO



Seu Antônio Feitosa, cabra sertanejo dos Inhamuns, virado na gota serena, mais grosso do que papel de enrolar prego, fez uma viagem pra Fortaleza, que era pru mode fazer uma visitinha pros parentes.

- Pura invencionice do diabo decha muié! Por mim, eu ficava aqui mermo no meu sertão! - Dizia o cabra, visivelmente emburrado com a ideia de ter que se ausentar da fazenda.

Por muita insistência da muié, dona Esmeralda, que quis aproveitar a dita viagem, levou ele pro médico, pra fazer um xecápi. Foi outro estrupício! O homem quase morre de raiva!

- O diacho deche hômi nunca foi no dotô!

- Ô muié pra inventar coisa! Que diabo é que vô fazê lá? Num tô doente!

Mesmo assim, muito a contragosto, esperneando feito um sapo, resmungando, amaldiçoando o diabo a quatro, encabulado que só vendo, sentou assim meio atravessado na cadeira em frente ao médico, já pronto pra ir simbora.

O médico pegou aqui e ali, mediu a pressão, auscultou, mandou tossir, examinou a garganta, os dentes, mandou que ele tirasse a roupa, e algum tempo depois, muito sorridente, querendo amansar o chucro, fala em tom bem cordial:

- Então, seu Antônio, pelo visto, o senhor está em muito boa forma para seus quarenta anos.

- E eu disse ter quarenta anos? – disse ríspido.

- Quantos anos o senhor tem? - pergunta o médico já um pouco assustado com a bruteza do indivíduo.

- Já fiz cinquenta e dois. – responde bruto.

- Puxa! Não aparenta nada. E quantos anos tinha seu pai quando morreu? – pergunta o doutor querendo quebrar o gelo.

- E eu disse que meu pai morreu?

- Oh, desculpe! E quantos anos tem seu pai?

- O véi já tá beirando os oitenta.

- Oitenta? Nossa, que bom! E quantos anos tinha seu avô quando morreu?

- E eu disse que ele morreu?

- Sinto muito. E quantos anos ele tem?

- Cento e quatro anos e anda de bicicleta até hoje.

- Fico feliz em saber que a sua família é longeva. E seu bisavô? Morreu de quê?

- E eu disse que ele tinha morrido? Ele está com cento e vinte cinco anos e vai casar na semana que vem.

- Agora já é demais! - Diz o médico revoltado, já se levantando exaltado. - Por que um homem de cento e vinte cinco anos iria querer se casar?

- E eu disse que ele queria se casar?

O médico estupefato ficou em silêncio esperando mais uma resposta...

- Queria nada, seu dotô! Agora ele engravidou a moça e vai tê que casar, sim sinhô! 




Adaptado de uma anedota de autor desconhecido







2 comentários:

  1. Boa noite,
    adorei a historia do seu Antônio Feitosa, no mundo existe na vida real pessoas de longa idade com atividade que espanta os mais novos.

    ag

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade... aqui no Ceará, naquela região dos Inhamuns existem muitas famílias centenárias.

      Excluir

O CANHÃO DO EMÍLIO SÁ CONTRA A JAGUNÇADA DO PADRE CÍCERO

Vendo passar o padre, com o pesado bordão com que costumava andar, seguido de um bando de fanáticos, disse: “Ali vai um missionário;...