sexta-feira, 22 de agosto de 2014

A LUZ MISTERIOSA DE CANINDÉ



Aqui no meu Ceará, na bela cidade de Canindé, numa localidade chamada Salgado Ingá, anda aparecendo umas histórias de uma luz misteriosa que vem atacando as pessoas no meio da noite. Dizem que essa luz surge por detrás de uns montes e voa baixo, silenciosamente pelas estradas à noite, assustando os agricultores que já andam apavorados com a seca medonha que campeia no meio dos roçados, sem falar na situação caótica por que passam as cidades do interior cearense, reféns da violência urbana, assaltos a bancos, tráfico de drogas e todo tipo de crime. E agora, mais essa luz misteriosa!

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

OS MISTERIOSOS ROCHEDOS DE QUIXADÁ



O anoitecer lá é um grande mistério.

Primeiro o céu todo, no horizonte, fica tingido de matizes multicores: uns azuis amarelados, verdes avermelhados, cúmulos rosáceo-alaranjados, nuvens cinzas transparentes esgarçadas como algodão, coroam os rochedos sombreados que despencam vertiginosamente sobre o vale. As águas do açude, ainda refletindo os últimos raios fugidios de sol, espelham também as enormes sentinelas de pedra centenárias, libertando espectrais gemidos dos mortos, levados pela fria aragem noturna.

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

OS DESAPARECIDOS




O velho Antônio, quando bebia, vidrava os olhos verdes de esmeralda em um ponto fixo, fitando através da  janela, espelhando o céu. Ficava assim por tempos e tempos, remoendo velhas memórias, fotos amareladas de pessoas esquecidas,  regurgitadas ali mesmo na toalha quadriculada da mesa do bar.

O CANHÃO DO EMÍLIO SÁ CONTRA A JAGUNÇADA DO PADRE CÍCERO

Vendo passar o padre, com o pesado bordão com que costumava andar, seguido de um bando de fanáticos, disse: “Ali vai um missionário;...